INÍCIO > BLOG > VENDAS

CONFIRA O NOSSO BLOG

  • EJ UNICAP

Patente e marca - Foco em agregar o conceito de patente e de marca para beneficiar o empreendedor


Sabe quando falam “a patente da marca”? Isso é a confusão do meio empresarial, portanto, é importante que logo de cara já entendamos a principal diferença: a marca é registrada e a inovação patenteada. Mas calma, vamos entender melhor essas definições ao longo do texto.


Lembram do conteúdo acerca de posicionamento de marca?

(https://www.ejunicap.com/post/o-impacto-do-posicionamento-de-marca). Pois bem, a marca é o elemento que faz a sua empresa se destacar no mercado, tornando os serviços ou produtos oferecidos pelo seu negócio, algo de referência. Basicamente, é como os clientes lembrarão do que você comercializa e o porquê irão escolher a sua empresa.


Dito isso, poderá surgir o seguinte questionamento: “mas eu posso ser dono da marca e impedir que meus concorrentes a utilizem?” Te dizemos que sim, inclusive, levando em conta que existe o chamado “registro de marca”, feito no sistema específico (e-marcas), e isso te proporciona originalidade acerca do posicionamento que a sua empresa tem no mercado de atuação o qual está inserida. Vale ressaltar que essa propriedade está abarcada dentro do território nacional, portanto, outras empresas de outros países, poderão utilizar, por coincidência, essa figura de marketing, e não ser considerada uma atividade ilegal. Outro ponto importante, é que se a outra empresa utiliza a mesma marca mas possui fins de produtos e serviços diferentes do que seu negócio oferece, não será proibida a utilização.

Entendido o que é a marca e como ela tem relação com o registro? Esperamos que sim! Pois bem, agora vamos falar um pouco de patente? Como já foi citado anteriormente, é importante que entendamos a princípio que a marca é registrada, e a invenção é patenteada. Portanto, isso nos leva a uma característica importante: a patente é a forma que você tem de garantir que seu outro tipo de propriedade intelectual, ou seja, criação que surgiu da sua criatividade, não seja maculada por terceiros. Podemos dizer inclusive, que é uma forma de estímulo às pessoas que dão origem à inovação, criatividade e afins. Outro ponto a ser observado é que existem requisitos específicos a serem preenchidos, diferentemente da marca. A criação precisa:


  1. Ser uma novidade;

  2. Ser atividade inventiva;

  3. Ter aplicação industrial.


Pois bem, você sabia disso? O fato de as pessoas confundirem esses conceitos faz com que muitas vezes elas produzam algo novo, como por exemplo a atividade de uma STARTUP, registrem sua marca, e imaginem que sua inovação já está patenteada. O risco? É que algum engraçadinho se aproprie do que na verdade faz parte da sua propriedade intelectual. Isso nos leva a entender o porquê de a diferença precisar ser explicitada e garantir que o direito acerca do que é seu, seja respeitado.


E aí, gostou do conteúdo? Fica por dentro do nossos conteúdos, que de onde veio esse, tem muito mais!


Por Maria Luiza Homcy, Consultora de projetos

Possui alguma dúvida? Se sim, entre em contato conosco que ficaremos muitos felizes em poder atendê-lo. E não deixe de conferir nossos diversos conteúdos expostos em nosso site!


14 visualizações
600px-WhatsApp.svg.png

CONTATO

Somos uma empresa de soluções multidisciplinar vinculada a Universidade Católica de Pernambuco, com o objetivo de potencializar os resultados dos nossos clientes e impacta-los por meio de projetos, nossos serviços são personalizados  de acordo com as necessidades e perfil de cada cliente.
© 2015 Empresa Júnior UNICAP

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

Aberta das 8h às 18h
De Segunda à Sexta
81 3072-8333
81 9.9806-5991 (WhatsApp)
contato@ejunicap.com
Rua Almeida Cunha, 352, Santo Amaro - Recife/PE